EN

Cirque du Soleil - OVO

Cirque du Soleil – OVO 

Direção: Deborah Colker 

Datas: De 21 a 31 de março de 2019 

Sessões e horários: 
- Terça e quarta-feira, às 21h 
- Quinta e sexta-feira, às 17h* e 21h 
- Sábado, às 17h e 21h 
- Domingo, às 14h* e 18h* / às 16h e 20h 
*apenas em datas específicas 

Abertura do local: 1h30 antes do show 

Duração: 2 horas com 20 minutos de intervalo 

Classificação: Livre
Menores de 12 anos de idade somente acompanhados dos pais ou responsáveis legais. 

Autorização para acesso de menores de 18 anos: CLIQUE AQUI 

Estacionamento disponível no local 
Vagas limitadas | Sujeito à lotação 
Pagamento apenas em espécie | Valor: 30 reais 

Informações sobre ingressos: CLIQUE AQUI 

Pré-venda Bradesco: 7/11/2018 até 28/11/2018 às 23h59

Venda ao público geral: 01/12/18 às 0h

Valores: 
SETOR 3 
R$ 130,00 (Meia-entrada)
R$ 260,00 (Inteira)

SETOR 2 
R$ 160,00 (Meia-entrada)
R$ 320,00 (Inteira)

SETOR 1 
R$ 220,00 (Meia-entrada)
R$ 440,00 (Inteira)

CAMAROTE 
R$ 250,00 (Meia-entrada)
R$ 500,00 (Inteira)

ESPECIAL 
R$ 250,00 (Meia-entrada)
R$ 500,00 (Inteira)

PREMIUM (*) 
R$ 275,00 (Meia-entrada) 
R$ 550,00 (Inteira)

Bilheteria oficial no Rio de Janeiro (não incide cobrança de taxa de conveniência): 
Shopping Metropolitano Barra (Av. Embaixador Abelardo Bueno, 1300)

Outras informações: 
O Cirque du Soleil volta ao Brasil em 2019 com o espetáculo OVO, dirigido por Deborah Colker, depois de passar pela América do Norte e Europa, nos últimos dois anos. Em curta temporada pelo país, o show irá passar por Belo Horizonte, de 07 a 17 de março, no Ginásio Mineirinho; Rio de Janeiro de 21 a 31 de março, na Jeunesse Arena; Brasília de 05 a 13 de abril, no Ginásio Nilson Nelson; São Paulo de 19 de abril a 12 de maio, no Ginásio do Ibirapuera. 

Após emocionar mais de 5 milhões de pessoas por todo o mundo, desde que estreou em Montreal em 2009 como um show de tenda, OVO embarcou em uma nova jornada. Realizando a mesma produção cativante, apresentada de forma inédita no país em arenas, o espetáculo dá a oportunidade para que pessoas de diversas capitais possam assistir a um espetáculo do Cirque du Soleil. A produção é amplamente inspirada na cultura brasileira, repleta de cores e com uma trilha musical bastante rica, passeando por ritmos típicos como a bossa nova, samba, xaxado, funk, entre outros. Tudo, claro, com muita percussão. 

OVO é apresentado no Brasil pelo Bradesco, conta com o patrocínio de Café L’OR e é realizado pela IMM Esporte e Entretenimento. 

SOBRE O ESPETÁCULO OVO 

Quando um ovo misterioso aparece em seu habitat, os insetos ficam maravilhados e intensamente curiosos sobre esse objeto icônico que representa o enigma e os ciclos de suas vidas. É amor à primeira vista quando um inseto desajeitado e peculiar chega nessa comunidade movimentada e se depara com uma joaninha fabulosa. OVO é um mergulho em um ecossistema colorido e repleto de vida, onde os insetos trabalham, comem, rastejam, flutuam, brincam, brigam e buscam pelo amor em uma farra sem fim, cheia de energia e movimento. O universo dos insetos é um mundo de biodiversidade e beleza, cheio de ruídos e momentos de emoção silenciosa. O elenco de OVO é composto por 50 artistas de 14 países, incluindo quatro brasileiros, especializados em diversas acrobacias. OVO transborda de contrastes. O mundo oculto e secreto aos nossos pés é revelado de maneira tenra e tórrida, barulhenta e silenciosa, pacífica e caótica. E quando o sol nasce em um novo e belo dia, o ciclo vibrante da vida dos insetos recomeça. 

OVO é um símbolo atemporal do ciclo da vida e nascimento de numerosos insetos que sustentam a trama subjacente do show. Em sua criação gráfica, o logotipo com o nome do espetáculo remete à figura de um inseto: As duas letras “O” representam os olhos, enquanto da letra “V” saem duas pequenas antenas. 

O Time Criativo por trás do mundo de OVO é: Guy Laliberté e Gilles Ste-Croix (Guias Artísticos); Deborah Colker, primeira diretora mulher no Cirque du Soleil (Autora, Diretora e Coreógrafa); Chantal Tremblay (Diretora de Criação); Gringo Cardia (Designer de cenário e adereços); Liz Vandal (Figurinista); Berna Ceppas (Compositor e Diretor Musical); Éric Champoux (Designer de Iluminação); Jonathan Dean (Designer de Som) e, pela primeira vez no Cirque du Soleil: Fred Gérard (Rigging e Designer de Equipamento Acrobático); Philippe Aubertin (Designer de Performance Acrobática); e Julie Bégin (Designer de Maquiagem). 

Hotel Grand Mercure
Hotel Grand Mercure