EN
06/11/2018 - Fonte: Veja.com | Entretenimento | BR

Cirque du Soleil traz ao país espetáculo inspirado na cultura brasileira

Ao som de samba, forró e funk, show 'OVO', da coreógrafa carioca Deborah Colker, terá curta temporada em quatro capitais do Brasil O espetáculo OVO, do gigante Cirque du Soleil, é repleto de particularidades especiais para os brasileiros. Para começar, o show é dirigido pela coreógrafa carioca Deborah Colker, que marcou a história do tradicional circo canadense ao ser a primeira mulher à frente de uma peça da companhia. A cenografia e as músicas também são assinadas por profissionais do Brasil - com direito a bossa nova, samba, xaxado, funk e forró na trilha - enquanto parte do elenco é composta por artistas saídos de escolas circenses nacionais. A trama acontece em uma comunidade de insetos, que funciona com suas várias espécies em determinadas funções, até que um ovo misterioso chega e agita os coloridos personagens. "A gente não teve que se esforçar para fazer um espetáculo alegre, de personagens fortes e ligados à natureza, porque já temos essas características", diz Deborah sobre o tom de brasilidade que foi parte da concepção da trama. Apesar da conexão óbvia com o país, OVO chega por aqui pela primeira vez, em curta temporada em 2019, dez anos após sua estreia em 2009, em Montreal, e uma longa trajetória de apresentações pelo mundo - atualmente, a peça está na França, mas já passou por outros países da Europa, pelos Estados Unidos, Japão, Rússia, entre outros. No total, mais de 5 milhões de pessoas viram o show. Por aqui, OVO passará primeiro por Belo Horizonte, entre 7 e 17 de março, no Ginásio Mineirinho; em seguida a trupe formada por cerca de 100 pessoas entre equipe e artistas segue para o Rio de Janeiro, onde se apresentam de 21 a 31 de março, na Jeunesse Arena. Brasília é o penúltimo destino, entre 5 e 13 de abril, no Ginásio Nilson Nelson; e São Paulo encerra a temporada de 19 de abril a 12 de maio, no Ginásio do Ibirapuera.