EN
20/02/2018 - Fonte: Jeunesse Arena | GloboEsporte.com | BR

Aos 35 anos, Alberto Miná retorna ao UFC em maio e garante: "Estou só começando"

Representante do peso-meio-médio, paraibano enfrenta o russo Ramazan Emeev na edição 224 do UFC, que vai acontecer no Rio de Janeiro. Ele está há dois anos sem subir no octógono Há dois anos longe do octógono do maior evento de MMA do planeta, o lutador Alberto Miná já tem data para voltar a lutar na categoria dos meio-médios. O paraibano de 35 anos, natural de Campina Grande, vai enfrentar o russo Ramazan Emeev no UFC 224, que acontece no dia 12 de maio, no Rio de Janeiro. Esta vai ser a primeira luta de Miná pelo evento em solo brasileiro e, apesar da idade, garante que está apenas começando. A luta na categoria do peso-meio-médio foi anunciada pelo executivo Dave Shaw durante a entrevista coletiva para o UFC Fight Night 125, que aconteceu no início de fevereiro, em Belém do Pará. Para o confronto, o paraibano não vai ter vida fácil. Emeev, o seu adversário, está com o cartel invicto no MMA e vai para a sua segunda luta pelo UFC. Além disso, o russo é tido como uma das promessas para o futuro do Ultimate. Alberto Miná, no entanto, também está invicto no MMA. Ao todo, foram 13 vitórias em 13 lutas disputadas, três delas pelo UFC, quando bateu os japoneses Shinsho Anzai e Yoshiro Akiyama e o americano Mike Pyle. Miná mora longe de Brasi há mais de 10 anos. Ele saiu do país em 2005, com o objetivo de realizar o sonho de ser um profissional da luta. O paraibano lembra que, na época, viajou apenas com a passagem de ida e conseguiu superar as dificuldades e sobreviver em terras estrangeiras. A saga do paraibano começou na Inglaterra e ainda teve mais 34 países até ele se estabelecer em Hong Kong, onde conseguiu a primeira oportunidade pelo Ultimate, em 2014. Na ocasião, Miná nocauteou Shinsho Anzai. A segunda aparição também foi com vitória e, dessa vez, sobre Yoshiro Akiyama, em novembro de 2015, na Coréia do Sul. Nos Estados Unidos, palco da maior exibição do lutador, ele venceu o veterano Mike Pyle, no UFC Fight Night 90. A luta contra o russo Ramazan Emeev vair ser a primeira aparição do lutador para a torcida do seu país. Lutar no Brasil é a realização de um sonho para Miná. - Depois de quase 14 anos lutando fora do Brasil, acho que esse momento vem coroar uma carreira que, para muitos, está no final. Porém, para mim, está só começando. Ainda tenho muita lenha para queimar. Esse é o maior evento no Brasil e estou muito empolgado e confiante na vitória - declarou Alberto Miná. O lutador viaja para a Califórnia ainda neste mês para se preparar. Lutar com o apoio da torcida é novidade e um sonho para ele. O encontro está marcado para o dia 12 de maio na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro.